quarta-feira, outubro 06, 2010

Eu ainda não tive tempo
para sentar e chorar de saudade
e nem quero isso
porque não vou ser lamento
na terra do carnaval

Eu ando rodeado pelas boas lembranças
com a chave da velha casa ainda no bolso
ouvindo as músicas das minhas tardes
naquele tempo em que eu não sabia
se já era algo ou se ainda não era nada

Não vou ficar secando lágrimas por aí
vou encarar a vida a que me submeti
Passa rápido, tudo se ajeita, eu sei
ainda não sou quem eu preciso ser

Se minhas malas ainda estão à mão
talvez possa parecer que já quero voltar
ainda não é a hora, ainda é muito cedo
ainda não sou quem eu preciso ser

(Luiz Guilherme Amaral)

2 comentários:

Naná disse...

''ainda não sou quem eu preciso ser''




[2]

Maria Rita disse...

"SER" já é maravilhoso, ainda que possamos melhorar.

Sempre bom voltar aqui!

Beijos