terça-feira, fevereiro 02, 2010

ausências

Tua falta
Me fere
Feito
Navalha...
E eu sangro
silêncios

7 comentários:

J.F. de Souza disse...

a dor
da ausência
é
silêncio

A czarina das quinquilharias disse...

dolorosamente bonito

alex pinheiro disse...

Volto pq fui mordido por essas letras,,, Volto cá nesse blog pq ele consegue reunir parte da literatura contemporânea,,, do que tem de mais ácido e saboroso...

"E eu sangro silêncios"... isso é mesmo genial!

Incrível esse poder, pois saio daqui pra ler "texto sentido",,, fui, rs

Bjs e sublimes invenções!

Marcos Côrtes disse...

Quem chora silêncio,
mancará durante algum tempo,
e a marca da ferida continuará lá.

moacircaetano disse...

...e silêncios dóem mais que tormentas!

J. disse...

Sangrar silêncios é se esvaziar de alma...

alhinhe disse...

e como sangram essas ausências, já cicatrizes em minha alma.

belo

=*