quarta-feira, fevereiro 17, 2010

nas migalhas desatentas

encontrei-me.

eram tantas, que me perdi.

não contente fiquei.

pois as respostas vieram ter comigo.

perdi assim, todos os meus esconderijos.

4 comentários:

J. disse...

E o que é a vida senão uma série de encontros, desencontros e enganos?

Beijos.

Fouad Talal disse...

Como é bom se esconder nas perguntas não?

as respostas
não sabem brincar,
são chatas.

Eduardo Trindade disse...

"A vida é a arte do encontro"... E é preciso alguns desenvontros também para que os encontros se façam, não é?
Abraços!

J.F. de Souza disse...

Que tal refazer(-se) o esconderijo?