quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Espera

Com a fé pendurada na janela

Esperei por um milagre,

Que chegaria ao em entardecer.

Vieram as cigarras, os serenos, as nuvens maquiadas

E por fim, o brilhar de estrelas.

Continuei a esperar.

Esperar é contínuo,

Percebi, então,

Que os milagres não gostam dos anoiteceres.

Preferem os raios de sol, os orvalhos e o estalar de novos dias.

E quanto a mim, eu apenas espero... pois aqui, é sempre noite.

7 comentários:

Renata (impermeável a) disse...

não espero milagres apesar de crer!

e prefiro os entardeceres.....

:)

Tudo que queria te dizer disse...

Aprendi a não esperar por eles. Tento fazê-los eu mesmo.

Paz!

moacircaetano disse...

Noite e dia separam os desejos...

A czarina das quinquilharias disse...

esperar milagres é como esperar o leite ferver. não acontece enquanto você ficar olhando...

Alex Pinheiro disse...

é sempre ansiedade...

Bjs e reflexivas invenções!

Lisa Alves disse...

eu ainda espero chuvas de estrelas e cometas sequestradores.:)

J.F. de Souza disse...

Milagre é mais um nome pra essas coisas que acontecem quando a gente ñ espera...