sexta-feira, junho 05, 2009

Achado

Era uma noite

De lua muito cheia

Mãos dadas

Corações a mil

Eu e ela

Na beira do riacho

Com caras de amor

Os seus cabelos

De laranjeira em flor

A sua voz macia

E tão brejeira

Ao meu ouvido

Falando baixo

Será que isso é amor

Pela dor dessa saudade

Eu acho

3 comentários:

Mary disse...

lindo!!!

sou tua fã! :D

beijos, querido!

Aline disse...

o bico da tua caneta vale ouro.

virei fã.

Sandra Regina de Souza disse...

saudade dói tanto que a gente nem sabe o que é.. eu acho...rs
Lindo teu poema!!!