sábado, junho 06, 2009

Tarde

Sei
que nada mais importa.
Que fechamos algumas portas
e lá fora a chuva cai.


Sei
que já passou da hora.
Pois quando ninguém maism chora
é porque já é tarde demais.


Agora me resta pouco
do muito que esperei.
E, vazio, tento sorrir mais uma vez.


E o que mais me dói
é saber que fui eu quem errei.
E que você não tem idéia do que fez.

5 comentários:

Lubi disse...

acho linda a sua poesia, moacir.
linda linda.

pedra no vento disse...

Uma tarde a mais rendendo poesia.

Massa!

Sim, seu Caetano, pode violar meu poeminha, no bom sentido, e não.

Abraço!

Aline disse...

esse foi lá dentro, viu que estava escuro e saiu correndo.


belíssimo.

Sandra Regina de Souza disse...

esse doeu!

Wanderson disse...

ótimo!