segunda-feira, junho 22, 2009

chiu.

Eu não falo. Eu sou sobrinha do silêncio.
As palavras que sobram sobram. Letrinhas no fundo do pra to de sopa.
As palavras eu engulo. Não digo.
Não diga?
Sim, as deixo amontoar, todinhas, na barriga.

3 comentários:

Nadja disse...

Nice!


:*

Aline disse...

sua lúdica.

:*

moacircaetano disse...

sopa!