sábado, outubro 24, 2009

Fidelidade

Em mim mesmo
mesmerizo
um sorriso
instintivo

E me lembro
que novembro
é sempre triste.
É sempre impreciso.

Então
me transformo no homem invisível
E me desvio desse amor imprevisível.

2 comentários:

Sandra Regina de Souza disse...

Por isso AMO!
Que perfeição!!!
bjo

J.F. de Souza disse...

Moacir, meu caro... FUEDA, esse aqui! Mandou bem!

1[]!