sábado, outubro 31, 2009

Viagem



Sete e um da manhã...
não era ele no controle
mas sim o seu outro eu.

Aquele irascível.
Aquele desgraçado,
insano, promíscuo, ateu.

Calou-se por um instante,
deu uma gargalhada
e saltou!

Entre a estrutura do viaduto
e as encostas da estrada
sua vida se desintegrou!

Um comentário:

Mary disse...

Será que foi uma boa viagem? rs...

Uma delícia de ler!

Beijoss