quinta-feira, julho 22, 2010


Depois de um punhado de dias em que o sol

é rotineiramente arremessado e depois afunda de novo,

é difícil ver sentido na pequeneza das coisas.

A vida é um pouco como essa semana;

os começos cada dia mais distantes,

a qualquer momento começam os finais.

Quinta-feira.

Sempre a sensação de borbulha quase explodindo,

de vai-ser- agora.

Momento tão desarrumado, cheio de ecos

do passado que correm e se misturam com as expectativas do futuro.

Dias inquietos como crianças no escorregador.


7 comentários:

Naná disse...

Bonito.

Í.ta** disse...

"a vida é um pouco como essa semana". achei ótimo! essa coisa que não é nem deixa de ser. esses dias que são e não são.

abraço!

moacircaetano disse...

Bonito mesmo, Gil.
E a imagem do escorregador é perfeita!
Vamos deslizando pro fim de smeana!

A czarina das quinquilharias disse...

ficou lindo.
um retrato, um slide de quinta-feira.

Maria Ana disse...

A beleza de quinta é que ela é uma quase-sexta!

Lubi disse...

adoro seus escritos, Gil.
porque são reais.

Sandra Regina de Souza disse...

Sempre às quintas...
você pinta
na minha janela!
e encanta!
bj