domingo, agosto 01, 2010

verdade

Asseguro-te que não gostarás de mim.
Tenho formas dispersas, presas e inexatas.
E bem sei que procuras por deleites e curvas.
Desprendi-me de mim já faz tempo…
Não tentes. Não há aqui tuas respostas.
Fomos embora, eu e minhas mentiras.

5 comentários:

Maria Ana disse...

E se te digo
que não procuro por seios,
coxas e umbigos?

E se te falo
que já cansei-me de falas,
falhas e substratos?

E se me calo
e beijo teu silêncio sexo
e tua poesia falo?

J.F. de Souza disse...

certas vezes
só buscamos
ilusão

moacircaetano disse...

Verdades são feitas pra serem (mal)ditas...

° Marrí disse...

Aline! Inconstante predileta...

A czarina das quinquilharias disse...

asseguro-te que gostarei de ti
porque,na verdade,
já gosto.