quinta-feira, julho 31, 2008

corpo seguro

ontem
choveu como
se fosse maio

e como se
não fosse
parar jamais

até choveu estrelas
para alegria
dos casais

só chove assim
quando eu caio,

tu cais.

Múcio L Góes


5 comentários:

Sandra Regina de Souza disse...

O título é o poema mais sintético que já li!!!! Genialidade corriqueira de Múcio, né? beijossss

Mariah disse...

e deitam ambos
a ouvir a chuva

Nadja disse...

Lindo poema!
Delicado e profundo...


bjosss
xD

Mary disse...

adoro! :)

:*

moacircaetano disse...

Viagens, partidas,
despedidas,
estrofes, estreitos,
estrelas e poemas perfeitos.