sexta-feira, julho 04, 2008

ordinária

não quero esmeraldas
nem diamantes
meu fetiche é ser bruta

4 comentários:

Múcio L Góes disse...

comigo não tem
bola na trave,
o meu fetiche
é ser suave.


lindo, Mah!

:)
:*

moacircaetano disse...

Pois o meu fetiche
(não se assuste)
é comer-te com aliche
e beber-te com vermute.

Flor e Concreto disse...

Muito boa sua poesia! E a de todos por aqui.

A czarina das quinquilharias disse...

adoro :)