sexta-feira, julho 11, 2008

Quando crescer...

Quero ser ele
Poeta louco
Leve e serelepe
Quero ser o pouco
Que ele escreve
Quero ser o riso
O poema abrigo
Que ele profere
Quero ser a rima
Da sua poesia
Quero ser a fã
O doce afã
Que ele oferece
Quando crescer
Quero ser Múcio

O Góes O tal
Meu love total
=p~

9 comentários:

Anônimo disse...

Tudo bem...mas você já é ótima nos poemas (acho que você já cresceu).
: )
Marcia

Sabrina disse...

idem, idem, idem.
lindo poema!
beijos

Múcio L Góes disse...

entrei aqui... li o título, e fui descendo... na 3ª estrofe, voltei para o dia, "sexta"... e fui rindo, bobo, feliz...

:~

lindo. obrigado, visse?

nao canso de dizer: essa menina é Mah...

;)

ailoviú sol.

:*

J.F. de Souza disse...

Demorô pra criarem o FÃ-CLUBE DO MÚCIO GÓES!

(Liiiiiiiindooooooooooooo!)


Hauhauhauhuahuahuahuahuahuah...

Pedro Pan disse...

, gente que amor é este?
hum falar nada heim...
gostei muito do blogue em preto...
, abraços meus.

..não crio juízo porque não sei o q ele come... disse...

Q lindo!

moacircaetano disse...

Ele meree, ele merece!
Lindo poema, fada-madrinha!

Cristina disse...

Como eu te compreendo, Mary :)
Também sou fã - completamente assumida - deste poeta tão especial e tão querido...

O teu poema está lindo.
Um beijinho desde Lisboa.

Cristina Loureiro dos Santos

Anônimo disse...

lindo de chorar!



Alhi