sexta-feira, fevereiro 27, 2009

um segundo de leveza

quero um poema leve
que me leve
feito espuma
um poema pluma
que me leve
para longe
um poema horizonte
que me leve
sobre um rio
um poema arrepio
quero um segundo
de paraíso

5 comentários:

J.R. Lima disse...

e ela foi...

primeiro pediu um momento
depois, um segundo
está até hoje a adiar
esta sua volta ao mundo

Cosmunicando disse...

poema pluma... bom demais.

Sandra Regina de Souza disse...

faz levitar... voar... é só deixar levar!!

Nadja disse...

Muito bom!

Aliás nesse blog só tem gente fraca!

ueheueheu



bjo

Adriana disse...

muito leve, e me encheu de arrepios,adorei!