segunda-feira, abril 26, 2010

slice

um poema cabe num porta-retrato
um instante de vida congelado
como que por susto
cuja expiração suave você pode quase ouvir
se parar por um minuto
de respirar.

3 comentários:

J.F. de Souza disse...

esta é
a maravilha do artista:
dando vida
ao que
aparentemente vida
não tem,
mantém
a própria
vida

alhinhe disse...

lindo, preta.

delicado.


beijo.

Mary disse...

lindo, czá. :)