quinta-feira, abril 29, 2010

Você dá um jeito de acreditar que está tudo bem
que não importa tanto
e você aguenta e vence outro dia
e vence outra noite
e você vai e acredita e está tudo bem.
Quando as coisas se arrastam e não aparece saída
e todo o seu mundo está embaçado
e nada parece suficiente.
Mas se você acreditar, está tudo bem.
Tanta coisa querendo acontecer,
ainda que longe do que devia ser.
Porque há um buraco em tudo o que existe
e é bem por aí que a luz pode entrar.

2 comentários:

Mary disse...

que ela entre e ilumine! ;)

J.F. de Souza disse...

o verso-fim que justifica o poema todo!
---------------------------------

tudo ia bem

quando,
de repente,
se abriram os olhos

e a luz se fez