terça-feira, setembro 21, 2010

Poesia do dia

É hora de ir pra escola, menina.
Não é hora de poesia!

E a menina ia...
cumprimentando formiguinhas
colhendo flores nos sorrisos

É hora de trabalhar, menina.
Não há tempo pra poesia!

E a menina trabalhava...
ouvindo lisonjas nas ordens
vendo cores nos desmandos

É hora de arrumar a casa, menina.
Agora, nada de poesia!

E a menina arrumava...
cantando ao som da vassoura
valsando com a poeira no ar

É hora de cuidar das crianças, menina.
Pra depois, a poesia!

E a menina cuidava...
fazendo monstros com as papinhas
sendo princesas nas histórias

E nunca chegava a hora
da poesia da menina
segundo o que lhe diziam

Até que a menina
adormeceu no final do dia
toda poesia

6 comentários:

Joana Masen disse...

Q lindo, adorei Elaine! Vc sabe q sou sua fã né... adoro seus poemas.
Bjos!!!

J.F. de Souza disse...

Elaine qrida!!! Mas que preciosidade de poema... =')

=*

Fábio Reche disse...

Lindão :)

Lubi disse...

Lindo!

clap clap clap!

Í.ta** disse...

que lindeza isso daqui!

que lin de za.

beijos!

marcos disse...

meigo!
enternece a alma...