terça-feira, junho 27, 2006

bar fosse lar

Entro nos bares
como se lares
e altares fossem.


Tomo uns goles,
depois outros,
e outros mares.


Trago o teor
que me trazem,
e as palavras
que me vêm:


faço

delas
mala

bares



9 comentários:

Nanna disse...

Meu malabarista-mais-lindo-desse-mundo!!!

Amo você...
Beijos de tudo!
:))

pedro pan disse...

, malabarista de palavras. & mago!

|abraços meus|

Leandro Jardim disse...

Rapaz, essa série boêmia tá demais!!! Me identifico muito!!!

Brinque poema!
Brindo sua saúde!!!

abraços!!!

A czarina das quinquilharias disse...

divertido :)

vanessa_fmc disse...

Você brinca com as palavras... Isso é muito bom!

Mary disse...

Perfeito! :)

Eu sabia que vc era malabarista! Eu sabia! :D

Beijos.

Aline disse...

Como se diz lá na minha terra: ÉGUA!!!

Fantástico.

Bjo :*

Valéria disse...

malabares são brinquedos que avoam...
beijo

moacircaetano disse...

umas no ar, outras nas mãos...
equilíbrio!