sábado, junho 24, 2006

MEIA NOITE E UM

Ah, essa Lua
que brilha ao longe...
mas desaparece
resolve, surge
depois se esconde...

Enquanto isso meus pêlos
nascem, depois somem
meus dentes se afiam
e cresce a minha fome
mas logo o processo se reverte
não sei se viro bicho
ou se permaneço homem!

Ah, essa Lua
que não se resolve!
Assim não se completa
a minha metamorfose!

7 comentários:

Leandro Jardim disse...

Uau, bacana! Belo texto, gostei!

abraços

Nanna disse...

[Metamorfose-poética!]
A Lua tem dessas coisas... :)

Beijinhos pra vc!
:)

Múcio Góes disse...

Aplaudam, aplaudam, antes que a Lua passe!!

Belo.

[]´s

Mary disse...

Belo!

Que a lua sempre brilhe e a poesia não se esconda...

Beijos! ;)

pedro pan disse...

, metamorfose de lua & homem. e homem segue admirando, e ela brilhando...

|abraços meus|

Aline disse...

Poesia enluarada :)

Ady Cavalcante disse...

Não tinha lido esse, ainda!!! Adorei!!!