quinta-feira, junho 14, 2007

Da cabeça de Jardim
Brotam folhas, brotam pétalas
Brotam frutos das árvores
que já foram sementes
Brota Poesia!
Ele é todo Poesia!
Nesse Jardim, tudo que se planta
vira Poesia!


Ali
em algum lugar de Brasília
Aline
exprime
seus sentimentos
com estranha lucidez
que até a gente estranha
se assusta
Meu Deus! Isso é loucura!


O verso que o poeta distraído
deixou em Maceió
foi parar lá em Recife...
E é pra lá que eu vou!
If Mucio Goes
I go também
Eu também vôo
De versos-vôos
Sambo na corda de bamba
porque de traversuras
eu também sou


Estou esperando essa mulher chegar
com o branco do luar
e nus rabiscos em ver[so]melho
Ela tem sangue quente
e, por isso, não virou gelo
nos lados de lá
Nanna, atende meu apelo:
Sai logo desse Canadá
e vem viver,
enfim,
tudo de novo
pros lados de cá!
(Ah, essa eu não podia deixar passar...)


Nossa Marina
Bela Morena Ma
Pessoa boa que é
Mulher
de-lírios
re-ais
Brisa leve que alenta
a insana mente
nos dis-traindo
de nossos ais


Um dia, surgiu em minha vida
Moacir
E graças a esse goiano boa-praça,
de fala mansa e pura simpatia,
muita coisa aprendi,
muita gente mais
eu conheci
Mas mal sabia eu,
ao conhecer Moacir,
que muita coisa estaria por vir
Minha cabeça viria a ser enxertada
num monstro, uma aberração
Uma das coisas mais belas que já vi
Sou feliz por conhecer Moacir!





Esta cabeça insana e relapsa fica feliz em fazer parte disso tudo aqui!

OBRIGADO!!! =)

5 comentários:

Leandro Jardim disse...

haha, muito bom!!!!

moacircaetano disse...

Graaaandeeee Fejones!
Feliz sou eu por saber que tenho um amigão desses!
Grande abraço, cara!

Mary disse...

Lindo, Jeff! :)

;**

Aline Borges disse...

Jefffffffffffffffffff!1

DOREI!

Bjão.

Nanna. disse...

Hehheheheheh

Tiamu!

Brigada...

:*

PS: Um dia chego jah! :D