quinta-feira, dezembro 06, 2007

falso alarme

ela me diz
“eu te amo”
feito louca,
assim
como quem
vai à feira,
como quem
troca a roupa,

ela me diz
“eu te amo”
a toda hora,
assim
como quem
chega,
como quem
vai embora,

ela me diz
“eu te amo”,
até como
quem ora,
desconhecendo
os danos
que causam
suas preces

da boca pra fora.

10 comentários:

(l' excessive) disse...

tsk tsk tsk!
eita menina insensível esta, não!?
mas o poema/lamento ficou lindo
:o)
abraço pra você

Sandra Regina de Souza disse...

Eu não acredito!!... Até parece que vc leu meu email...rsrsrs (ou será que "ele" te contou?!)Mas não foi da boca pra fora... eu juro... (porém ele não acreditou)
Querido amigo! Vc agora adivinha até o que eu faço (digo/escrevo)...rss... mil beijos...e qdo a gente se encontrar on no msn te conto essa história...

Anna Flávia disse...

ai, meu Deus! adoro demais! perfeito!
beijo!

Erika disse...

eu te amo da boca prá fora, tô fora.

beijos

www.oncoto.erikamurari.com.br

Leandro Jardim disse...

Eu tava achando um ótimo poema, até ler o último verso, quando notei que o poema era, em verdade, perfeito!

abs
Jardineiros

Ch disse...

Caro Múcio;
.
Eis aqui você nos brindando com versos modernos, de gume, famintos e ágeis como poucos.
E que provocam reiteradas leituras.
Abraço do
Carlos

marina disse...

SO BEIJANDO PRA AGRADECER O QUE VOCE OFERECE.. DA BOCA PRA DENTRO, DO CORACAO PRA DENTRO, COM CARINHO AMOR E RESPEITO!!!!!!!!!!!!!!
TKSSSSSS

. disse...

Já me peguei agindo assim,,, Melhor conhecer o início ao fim das coisas... Todas elas...
Belas palavras, Múcio... A escolha pro ápice do poema no fim foi de fenomenal sensibilidade,,, (e viva a letra "f" rsrs)

Abraços e lamentadas invenções!

ZeRo S/A disse...

Perfeito

Friendlyone disse...

Cara, isso ficou muito bom!