segunda-feira, março 08, 2010

jornada


O vazio que ficou
quem vai preencher?
É mais um pequeno mundo que acaba
éramos um bicho que era um só
uivando agora com 5 bocas

esse vazio que fica

quem preenche?
Se as pessoas todas tem formatos
diferentes.
Se a terra fica estéril quando bebe sangue de hydra.
Se minha mitologia fica manca.
Se meu braço decepado ainda sente.
Se o morto dessa maca ainda está quente.
Se não tive tempo de colher flores. De cantar cânticos. De mandar trovoadas.
Se as trevas não inspiram alvoradas.
Se as manadas ainda esperam os ausentes.

Se nada, se mais nada
se uma semana
se uma vela
de sete dias
se eu acender minhas utopias
se eu plantar outra semente
será que esse vazio
se
preenche?

8 comentários:

Mary disse...

lindo, czá!

sempre sua fã :*

Lubi disse...

FORTE.
Amei.

Thales Capitani disse...

.

Se preenche
fica a dúvida e ainquietação, mas que inspira e fortifica eu acredito, mas pode ser pura especulação.

Enfático e verdadeiro, eu gosto desta construção, uma despedida assim me faria voltar (correndo)

J. disse...

Profundo, latente, incômodo... Belo!

Beijos.

http://moacircaetano.zip.net disse...

épico... belo!
e essa saudade...

Aline disse...

lindo ler a saudade nas tuas palavras.

=*

J.F. de Souza disse...

Czá-Gênio!!! Mas tá PERFEITO esse aqui... =)

Caprichou no escrito! Adorei! =)

=*

da gaveta disse...

bonito. :)