domingo, julho 02, 2006

ÁGUAS PASSANDO


uma
a
uma
caem
gotas dos meus olhos,
mas pra mim são rios,
ou eu rio de cascatas.

milhares
a
milhares
caem
gotas dos céus,
nessa chuva que dilúvio,
mas parece meu o cenário.

E eu,
canário,

nado, nado, nado,
e canto, canto, canto,
nesse pranto que me turva
em cascata.

------------------------------------

música que recomendo: "Cold Water" do Damien Rice

11 comentários:

Leandro Jardim disse...

Esse poema também poderia se chamar "Quartas-de-final da Copa de 2006".

A czarina das quinquilharias disse...

logo estia...
(maldita frança!)

dudv disse...

Lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

http://dudu.oliva.blog.uol.com.br

vanessa disse...

Uma a uma
Milhares a milhares
Palavras leves como pluma
Nos seus textos sempre melhores

Nanna disse...

Meu coração é tristeza e lágrimas...

Beijos!
:)

pedro pan disse...

, que sem graça foi o sábado...

|abraços meus|

Múcio Góes disse...

não sou rio,
sou mar, soma
das lágrimas
que não chorei.


Belo, Leandro.

[]´s

Ellemos disse...

Nade e cante que as águas passam!

Belíssimo!

Bjs.

Mary disse...

Lindo, Leandro!

Nade e cante por esses mares... ;)

Bjos.

moacircaetano disse...

morrer na praia...

Hiris Ribeiro disse...

nossa!..ainda posso chorar? (LINDO)