segunda-feira, março 26, 2007

banho

Verbo ensaboado
Teimoso e não perfumado
Faz de mim morada certa.
E me deixa assim:
Suja e desconexa.

Quero banhar-me de rima branca.

6 comentários:

Leandro Jardim disse...

ah, como é bom esse banho!

Césped Vesper disse...

Rimas são como a vida:
suja ou limpa, branca ou cinza, é o que importa é o que significa!

Mário Margaride disse...

Tomas um banho de amor. Misturas uma pitada de ternura, juntas um pouco de paixão. E ficarás branca, e perfumada.

Beijinho

http://avano2006.blogspot.com (Canto poético)

Ana M disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana M disse...

oi, eu sou Ana. adorei este teu poema. às vezes, é exatamente disso que preciso. um banho de rima branca. vou ver teu blog, agora. bisou.

Mary disse...

Banho necessário! :)

:**