sábado, outubro 20, 2007

Dear Darkness

"dear darkness
dear darkness
won't you cover, cover
me again?"
- pj harvey -

Quando ele foi embora
a música começou a tocar.
A música da despedida.
Meus dedos tamborilaram sobre a mesa
numa agonia agridoce.

Meus olhos observaram cada vez mais
ele se distanciar.
E mais e mais e mais.
O homem de minha morte:
que venha agora a escuridão.


3 comentários:

Leandro Jardim disse...

Que triste... e bonito, em especial os versos finais... impactantes, soturnos e belos.

Se tem fonte autobiográfica, quedo-me a torcer por versos mais solares na próxima sexta!

beiJardins

Erika disse...

lindo e triste... singelo e dramático.

tudo ao mesmo tempo.

beijo

moacircaetano disse...

"O homem de minha morte..."
Brilhante!