sábado, outubro 06, 2007

Picolé

A vida se derrete
e a cada dia
um pouquinho dela cai ao chão.

Formigas apressadas correm
a sorver o doce desperdício da vida...

3 comentários:

Ch disse...

Poema lúdico...
Poema de escrevinhador atento...
Atento à vida que se nos escapa, e desse quinhão fazendo seus versos.
Muito bom, Moacir.
Abraços.
Carlos

Erika disse...

ahh que delicia ver a vida como um sorvete.. quero duplo e com casquinha :o)

Beijo

Leandro Jardim disse...

Excelente!

Tens sutileza no trato, meu caro, muito bom!

abs
Jardineiro