quarta-feira, novembro 21, 2007

se, porventura,
[ou pura loucura!]
esqueceres de mim,
entenda que
sou assim
às vezes,
[bravura]
outras,
[candura]
e talvez
[sua cura]
...

3 comentários:

moacircaetano disse...

lindo, lindo!
amei o ritmo!

mary disse...

lindo, nanna! adorei! :)

:**

Jefferson de Souza disse...

Viva Nanna! Perfeito! =)