sábado, novembro 14, 2009

Binomial

É o seguinte, vou lhe contar:
Sou mulher!
É a verdade, não adianta negar!

Sou mulher, mas não se engane:
sou sapatão, é claro!
Gosto de mulher como o diabo!

Mas sou mulher, tenho certeza:
o confirma os copos de vinho à mesa.
A vontade que muda a todo todo instante.
Essa loucura de desejo inconstante.
O querer aquilo e logo depois não.
Os braços abraçando o mundo,
os olhares além da visão.

Gosto de discutir o relacionamento.
Adoro surpreender-me a cada momento.
Gosto de poesia, de dança, de teatro.
De filme europeu, lento, chato.
Sinto falta de demonstrações de carinho
e de carinhos quase secretos.
Gosto de tudo que é contraditório
e sou o meu oposto eu mesmo.
Gosto, não gosto e desgosto, a esmo.

Sou mulher.
Mas sou muito macho.
Um dia ainda me apaixono por mim mesmo
e depois me traio.
Passo a ser meu secreto caso.

5 comentários:

Iara na Janela disse...

Adorei!!!

Por minha vez, sempre me achei homem demais. Por tantos motivos. Mas gay, com certeza.

Abraços poético!

Eduardo Trindade disse...

Muitíssimo bem dito, meu caro!
Escreveste um poema admirável: leve, bem-humorado e com um toque deliciosamente criativo.
Abraços!

J.F. de Souza disse...

Aê, Moa! ARREBENTÔ!!!

1[]!

Ianê Mello disse...

Belamente ousado!

Assumidamente BI.

Beijos

Anônimo disse...

Hello,nice post thanks for sharing?. I just joined and I am going to catch up by reading for a while. I hope I can join in soon.