domingo, novembro 29, 2009

Comprimidos (A vida em drágeas)

uns dias
quero dormir.
preciso descansar
mas o sono não vem.

e não quero ficar, no dia seguinte,
com aquela cara de acabado,
me sentindo um zumbi.

outros,
quero curtir.
aproveitar a noite,
fazer algo mais dessa vida,
desanuviar.

o que interessa
é me divertir
e, no dia seguinte,
ter história pra contar.

vivo cada dia
na resposta à mesma pergunta:
calmante ou dopante?

poema-resposta ao escrito "Comprimida", de Renata de Aragão Lopes, publicado em seu blog Doce de Lira.

4 comentários:

Bárbara disse...

A resposta é: o dopante vem primeiro e o calmante depois =P
Brincadeira!
Adorei o poema!
Beijos!

Marcos Côrtes disse...

Hehehe Queremos fazer várias coisas... muita veezes o que nos falta é um motivo (no caso, comprimidos :) )

moacircaetano disse...

Compre medos!

Aline disse...

'vivo cada dia
na resposta à mesma pergunta:
calmante ou dopante?'

Acho que terei como Bio. :D

Adorei, Jeff.

=*