terça-feira, janeiro 19, 2010

baú

coleciono rimas
amenas
não para
(im)perfeitos poemas...
acumulo-as, apenas...
não para prendê-las
numa pequena estrofe
mas para aprendê-las
... serenas
- quando a poesia
foge

6 comentários:

Anna Flávia disse...

muito boa. :)

J.F. de Souza disse...

eu busco
a palavra perdida
em cada vão

e pego a poesia
pelo rabo

A czarina das quinquilharias disse...

como braboletas?

Aline disse...

leve feito pluma.

lindo.

Anônimo disse...

Belo texto metalinguístico. Esse vai para o baú das minhas leituras...

que a poesia nunca lhe escape...

Parabéns!

Henrique

http://moacircaetano.zip.net disse...

Peuquenos papéis, trechos em cadernos, em papel de pão... em busca de uma oportunidade... em busca de uma redenção.