terça-feira, janeiro 12, 2010

f(r)esta

Do lado
de dentro
Do quarto
Engendro
um poema
Lavro a obra
do destino:
em rimas
falo

... Lá fora,
Sol a pino

3 comentários:

J.F. de Souza disse...

que não foi chamado pra f(r)esta
que fique torrando no sol

=P

Elaine Lemos disse...

Belíssimo retorno, Sandra!!! Muitos outros poemas virão, em frestas ou escancarados!

Beijos!!!

Aline disse...

Sandríssima!

Um genuíno teu. adoro.