sábado, janeiro 16, 2010

Rotina

Te amo mais
quando estamos longe.
Não me leve a mal,
mas te amo mais, meu amor,
quando estamos longe.

Te amo mais quando a conta de luz
não interrompe nossa paz.
Quanda não falamos sobre dinheiro,
casa, carro, cachorro e etc. e tais.

Te amo muito mais, querida,
quando não se metem em nossa vida.
Quando família é apenas um álbum de retratos
e não um bando de gente comendo
e sujando nossos pratos.

Te amo mais quando somos sorrisos
e não rugas de preocupação.
Daí essa constatação
rude e até mesmo meio covarde:
Te amo mais quando somos saudade.

11 comentários:

J.R. Lima disse...

ah, Moacir, este eterno dilema entre o ideal e o possível...

Renata de Aragão Lopes disse...

Maravilhoso
- apesar de eu AMAR
a rotina a dois! : )

Beijo,
doce de lira

Fouad Talal disse...

Oh Moacir!

Você há de perdoar esse jargão, mas amar assim é como querer fazer um omelete sem quebrar os ovos...

Saudações!
Fouad Talal

www.versosdecor.blogspot.com

Francisco Nery disse...

meu querido...
relamente belo.

A czarina das quinquilharias disse...

boa, moa!

Luiz Guilherme Amaral disse...

Fantástico!

.Marrí Franco. disse...

O amor feito saudade tem o sabor bom
da leve brisa que roça a pele
das nuvens de algodão
dos sonhos de verão
o sabor gostoso das vontades...

Marcos Côrtes disse...

Saudade é bom quando sentida mutualmente... senão vira dor intensa :/

Mas vi uma faceta muito "realista" do teu verso... Lembrei um pouco de Chico Buarque (Cotidiano, Você não entende nada).

Mas gostei muito deste verso... Ele só esquece de falar, que mesmo com a rotina se ama muito :P

Sandra Regina de Souza disse...

Te amo mais quando vc quebra a rotina e me visita, matando a saudade!!.. Na verdade te amo sempre que vc escreve!!.. bjo

J.F. de Souza disse...

Grande Moa! O último verso vale o poema todo! EXCELENTE! =D

1[]!

Aline disse...

Mais um para o hall do favoritos :D

Lindo, Moa. LINDO!