segunda-feira, maio 05, 2008

araçá blues 2

poema antigo, lá do outro blog, mas é que deu saudades.

Há algo de belo que emana
do solo profano
de Araçariguama
(talvez a falta de planos
ou talvez seja só
o cheiro da grama)

Mas não.

É sede
de conversa e de rede
de quatro paredes
de umas latas de brahma

ah :)

eu queria ser feliz assim
pelo menos uma vez por semana.

6 comentários:

Thiago disse...

Felicidades passageiras...

alimentam a alma de vez em quando!

J.F. de Souza disse...

Hehehehehehehehehe...

Lindo escrito!

Eu já devo ter lido isso antes, sim... E vc ñ faz idéia da sensação de paz que me dá em ler este de novo... =)

=*

moacircaetano disse...

deu saudade até em mim, que nem conheço...

Múcio L Góes disse...

esses eu queria: o poema, um fds!

bjo.

Luiz Guilherme Amaral disse...

Eu conheço Araçariguama. A Brahma lá é realmente gelada (mas não melhor que em Agudos).

Vanessa Fernandes disse...

Adoro Araçariguama, passei uma boa parte da minha infância lá, no sítio de meus avós, o sítio era o paraíso deles... fora o que meu avô era querido por todos lá! Qdo ele faleceu o homenagearam nomeando uma escola com seu nome! Me emociona só de lembrar... Araçariguama sempre fará parte de minha vida!! e minhas memórias!!