domingo, maio 25, 2008

Decadente*

D e s e s t a b i l i z a d o
 I m p o s s i b i l i t a d o
E s q u i z o f r ê n i c o
 I r r e s p o n s á v e l
E s c l e r o s a d o
 E s t u p o r a d o
D e b i l i t a d o
 F r e n é t i c o
E s q u i s i t o
 R i d í c u l o
C h a t e a d o
 D e t o n a d o
E s g o t a d o
 C a n s a d o
E x a u s t o
 S ô f r e g o
T r ô p e g o
 H u m a n o
B ê b a d o
 I m u n d o
T o r p e
 M u n d o
P o r c o
 M o r t o
 A c a b a
T u d o
 P i o r
N a d a
 S i m
F i m
 N ã o
 S ó
 Eu


escrito em 6 de julho de 2004

9 comentários:

Anônimo disse...

Saudade de ver algo assim por aqui.
Marcia

Mariah disse...

i....

moacircaetano disse...

Caramba, quase quatro anos...

Grazielle disse...

Uau... adorei mesmo... Fez-me lembrar um outro Jefferson que conheço... um professor meu q me mostrou o mundo da poesia visual


mto legal!!!!

Aline disse...

Majestoso, caro Fejones!

Leandro Jardim disse...

Que bom que faz tanto tempo, espero que já esteja melhor! Hehe...
abs
Jardineiros

Múcio L Góes disse...

caramba!

que show, Jeff! e comé que tu demorou tanto pra no0s mostrar?

muy buenaço, hermano!

favoritei-o!

[]´s

Leandro Jardim disse...

Percebeste muito bem Jeff, o segundo eu havia sim escrito em espanhol mesmo! Era um pouco diferente, veja:

"He comido la empanada,
las ventanas y ventajas,
hasta las veredas y anchas
avenidas, cortos instantes de esa vida
en la hambre de ti, querida"

foste sagaz, rapaz!

abs
Jardim

Leandro Jardim disse...

Ah, no meu blog tem OUTROS Porteños... hehe