quinta-feira, junho 05, 2008

ecos

dia vago
sem luz
ou afago

dia voa
não seduz
nem se diz
voz ecoa

dia vão
não reluz
só ao não

dia assim
se conduz
no estrago
até o fim
[Má & Mú]

8 comentários:

Leandro Jardim disse...

tão bonito, tão triste, tão bonito!


salve salve o blog e suas parceiras, que aos poetas a poesia salva salva!

abs
Jardineiros-os-os

Aline disse...

lindo, linda, lido e relido :D

amo ocês!

Anônimo disse...

Grande idéia essa das duplas!
Me delicio com vocês...
Marcia

Anônimo disse...

Ah! Esqueci!
Parabéns e vida longa ao blog!
Muita luz em suas cabeças e corações!
Marcia

moacircaetano disse...

mas depois de um dia
vem o outro dia
e quem nos salva
é a poesia

só podia!


Lindo!

mundo azul disse...

Gostei!
Gosto muito de poemas com versos curtos...
Beijos de luz!

J.F. de Souza disse...

dia a dia
nos convida
a uma vida
vadia

J.F. de Souza disse...

Excelenteeeeeeeeeeeee!!!!

Abraços!