sexta-feira, junho 27, 2008

O sorriso de Alice

O gato de Alice não sorri mais
Mas o gato de Alice não existe
Ele é apenas o espectro dos seus sonhos
Alice vive no mundo real
Olhando as estrelas que caem
E desejando sorrir mais

O gato de Alice não sorri mais
Ele se assustou com a maldade dos homens
Ele balança o rabo e se estica na grama
Olhando o mundo que cai
E desejando que Alice não sofra mais

parceria com meu querido amigo Fábio Mob,
que escreve sobre cinema aqui.

7 comentários:

(l' excessive) disse...

amei!
lindo por demais!!!!

Anônimo disse...

Gostei muito mesmo!
Por sinal, tudo que envolve Alice dá muitos escritos...
Marcia

Rafael terra disse...

Adorei a poesia e o blog. Voltarei aqui mais vezes :)

Márcia(clarinha) disse...

Parabéns para vocês meninos cabeça de poesia!!

LindAlice não sofrerá mais, não mais.

lindo dia,flor
beijos

moacircaetano disse...

Que bonito...
de uma estranheza que me cativou, unindo dor e leveza, tristeza e lirismo.
Gostei muito!

Múcio L Góes disse...

ah se o mundo ruísse
e toda poesia
transbordasse Alice, hein?

belo.

belos.

Leandro Jardim disse...

bom, implacável!