domingo, junho 08, 2008

O pulo

O pulo do tempo
tirou do impulso
o pulso e o poema

Uma força contrária
lhe trouxe à mente
o ser e o sentir

Um fechar de olhos
secou no momento
a lágrima e a história

A perda do tema
atirou no vazio
a pena e o poeta

(Fejones + Jardim)

5 comentários:

Leandro Jardim disse...

fejãozinho, vejo agora a versão final e ficou xuxu-beleza! bonde mais! hehe :)

J.F. de Souza disse...

Olha... Foi difícil...

Dava vontade de deixar como estava...

E, ao mesmo tempo, não dava pra deixar! Pediam algo mais...

Acho que podia ter ficado melhor... Mas eu não conseguiria em tempo...

moacircaetano disse...

Física + poesia...
pra um engenheiro metido a poeta como eu, uma equação perfeita!
Abraço duplo!

Grazielle disse...

Parceria perfeita!
Texto perfeito!

Gostei muito!

Aline disse...

A
D
O
R
E
I
!