sábado, junho 14, 2008

Reforma

Por mim não tem problema,
é sempre novo um poema,
mesmo quando nasce do que já existe,
mesmo quando há um dilema,
é como um som que persiste.

Todo novo é sempre um velho tema,
mesmo se ninguém ainda o disse
do jeitinho em que ele insiste,
de outra forma já inspirou a pena
de quem que sentiu como sentiste.

Nada se cria, tudo se transforma?
Então, poetas, à bigorna,
pois o mundo como hoje se apresenta
é soneto sem rima nem emenda,

é uma coletiva obra-prima
feita do que do que falta e do que sobra.
Eis que toda a matéria ainda é viva
quando um poeta a contorna.

Façamos então fôrma à forma...

(Grande Garden & moacircaetano)

5 comentários:

Ju disse...

nasce sempre
um novo dia
com a poesia.

beijos!

Anônimo disse...

...e sempre uma nova poesia de um novo dia.
Marcia

Múcio L Góes disse...

música pura, isto!

show!

[]´s

Paula Jardim disse...

Que profundo.....

Concordo com o de cima...musica pura....faz musica desse...

te amo

bjs

aline disse...

e o amigo garden melodia musica tudo oq escreve :)
ainda mais com o grande moa ao lado.

lindo.


abs.