quinta-feira, agosto 27, 2009

COMETA

Se é de estrelas,
Com verso.
Se é de escuros
Com fuso
A roca das cores
Justifica seu uso:
Com um brilho difuso
Ilumina,
Une o verso.
Com_meta
De rumos adversos
Cometo
Poesias com (c) retas.

Rayanne, diretamente do CONTRATEMPO.

7 comentários:

Múcio L Góes disse...

poesia estelar... quem é do ramo sabe bem o que é... =]

essa é a minha supernova particular!

(LOVE)

=*

Sandra Regina de Souza disse...

Digno de uma Estrela!!!
MAravilhoso percurso interestelar!
bjo

moacircaetano disse...

E mais um poema cometido!
Pra alegria dos meus sentidos enternecidos!

Joana Masen disse...

Rayanne, vc é demais, sou sua fã.
Lindo, perfeito!

Bárbara disse...

Pequena para uma poesia,
mas grande o suficiente para
me fazer viajar no espaço!
Linda poesia...
bjoo =)

(l' excessive) disse...

linda, linda!!!
maravilha!!!

A czarina das quinquilharias disse...

um crime perfeitamente arquitetado.
linda execução :)