quarta-feira, agosto 05, 2009

do verbo gostar

gosto de ficar no escuro
imersa em solidão
de fechar os olhos
e perceber o silêncio
de escutar minha respiração.

gosto de contar os dedos
e recontá-los
redesenhá-los com o tato
sentir as rugas
os cortes
a memória da dor.

gosto do abrir de olhos
da percepção do mesmo
da rotina do ar
do esperar.

gosto dos passos curtos
das pedras que carrego
nas solas de meus sapatos
gosto do velho
e do mesmo.

9 comentários:

A czarina das quinquilharias disse...

o importante é gostar :)

Marcelo Mayer disse...

senti algo de infãncia

gostei muito!

Kátia Ruivo disse...

também gosto do silêncio, de ouvir a paz e a tranquilidade...

Nadja Reis disse...

Que poema maravilhoso,Aline!



bjosss

Rayanne disse...

Gosto muito!!!

**Estrelas**

Lubi disse...

'a memória da dor'

muito lindo, muito pro-fundo.

um beijo, querida.
carinho.

Sandra Regina de Souza disse...

ADORO o verbo.. em todos os seus tempo!!! DIVINO, Aline!!
bjs

moacircaetano disse...

lindo, lindo, lindo!
embora eu prefira sempre o novo, que geralmente me dói menos!
Beijos, amor!

Múcio L Góes disse...

qd gosto eu gasto.

lindo!!!

=*