terça-feira, agosto 04, 2009

partida

Anda longe
Esta rara metade...
Onde cabe
Esta parte
indi(vi)zível de mim?

Desde o início
... meu sem-fim

7 comentários:

Marcelo Mayer disse...

uma das melhores construções que ja li... sem dúvida

moacircaetano disse...

Ai, que doído...
Ai, que lindo!

Alex Pinheiro disse...

um semi-fim, talvez... ;)

...

Coincidência estar no B7C agora e com um poema seu no gatilho, pois tem alguns minutos que recebi "o texto sentido" que, de doses homeopáticas como se preza poesia doída, pretendo diluir.

O que conseguiu ser forte, de imediato, e alterou meu humor foi a sua caligrafia, as ilustrações de Angela Giseli, o cheiro da folha fina, a cor das letras,,, enfim, seu livro é lindo, mulher! É realmente muito lindo! Feliz pela oportunidade de conhecê-la papel.

Bjs, abraços e pão francês!

Aline disse...

ah, minha querida... que primor.

lindo.

Múcio L Góes disse...

poutz, raro de ser ver.. lindo!

adorei.

=*

(L)

A czarina das quinquilharias disse...

pequenino e infinito
:*

Rayanne disse...

Indi(vi)zível.

**Estrelas**