domingo, setembro 17, 2006

MEU RITMO

Ora sou moço
Ora sou poça
Ora sou forte
Noutras temo a morte

Quando sou força
Some meu fosso
Quando dói corte
Choro minha sorte

Um dia sou casa
Um dia sou caso
Noutros vôo raso
Quando sou asa

Às vezes sou sapo
Às vezes sou gente
Noutras, de repente
Sou fim de papo

^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^^
música que recomendo: "Vai Saber", é da Calcanhotto mas tá no CD de Samba da Marisa Monte

11 comentários:

Múcio Góes disse...

Ora, ora, vc é um Jardim!

[]´s

Keila Sgobi disse...

Nossa! Quanta gente você é!
Este me lembrou o último do Moacir. E, obviamente, amei também!!!!

E, voltando ao debate, tio Manuel vem ao meu encontro! Concordo com o moço! E mais: se eu fui simples demais, não era pra ser pop, mas por eu não saber fazer de ourto jeito...


Beijos de flores em botão!

Aline disse...

Senti um sambinha!

Adorei!

Monte de beijo.

Mary disse...

Ahh, somos tantos, né?!
Adorei! ;p~

E sempre gosto das tuas recomendações musicais... Essa com a Marisa é uma das minhas favoritas do disco novo. :)

Bjus!

Nanna disse...

O resto são flores!!

Beijinhos, querido...
:)

Marcellinha disse...

Acho que cheguei a conhecer alguns desses aí...
Segui teu conselho, fui atrás da música, me inspirei, e aqui estou.

Beijos todos

remosaraiva disse...

Jardim, você é foda!! Próxima vida acho que reencarna em plâncton!


Abração, cara!!

REMO.

Maia disse...

Curto e direto. É isso. Até.

Jefferson de Souza disse...

Excelente!!!

Clarice disse...

Poema perfumado sendo em qualquer circunstância.
Beijo

moacircaetano disse...

final feliz, sempre!