terça-feira, janeiro 23, 2007

letrargia

verbo que me acena,
assim de longe,
meio pagão, meio monge,
ao largo do meu quintal.
me livra desse dilema,
dessa falta de poema,
desse estado de etc e tal.

8 comentários:

moacircaetano disse...

e o etcetera e tal
não é melhor
que ser normal???

Aline disse...

Se eu te aceno
é pq sei
que ti
só vem poema.

Beijo.

Eu* disse...

Ai, ai, ai! quem pode, pode, ne? pessoas iluminadas como vc poetizam até mesmo o estado de etc e tal! rsss
linda a letrargia!

contagia, sabia?
(que cacofonia! rsss)
bjs!

Juliana Pestana disse...

livra nada não
porque o moço sabe dus poema
e rima cum qualqué dilema
e até cum certo caos
amigo do seu Etc Tal.

Rayanne disse...

Esse etecetra e tal
Nas mão do poetamado
Ganha uma luz sensacional!!!

***Estrelas demais, seu lindo!!!***

Sandra Regina de Souza disse...

uma prece... que suplica... aquece... que preenche qualquer falta... meus beijos

Keila Sgobi disse...

mesmo sem querer
faz coisas tão lindas de querendo...

fabio jardim disse...

hahahaha... muito engraçado!
é fogo quando acontece. e às vezes serve até de inspiração, né mesmo?