quinta-feira, fevereiro 15, 2007

Só mente

O ser humano mente
de forma compulsiva
e inconseqüente
principalmente
Ele esconde o que sente
Guarda tudo num cofre
E depois não entende
por que diabos sofre
E, mesmo assim, segue em frente
Como se a culpa
não lhe fosse pertencente
Como se fosse vítima dos demais
que tanto mentem
E nunca réu
E mente mais
E busca o céu
E quer ter paz
Mas não os faz
por merecer
Só mente
por esporte
por amor
ou por prazer

13 comentários:

Leandro Jardim disse...

Plantaste-me
uma semente:
"(...)
por merecer
Só mente
por esporte
por amor
ou por prazer"
somente...


hehe, adorei!!!
abraços Jardineiros

Juliana Pestana disse...

Verdadeiríssimo.
Real, duro e certíssimo!!

Adorei a força dos seus versos dançando com as suas rimas.

Bjos meus.

Augusto Sapienza disse...

É mentira!!!! É mentira!!!

Muito bom...

moacircaetano disse...

Eu não minto
apenas
quando sinto

E sinto muito
se minha mentira
é o seu assunto

E se mentir
fosse crime passível
de pena de morte

A humanidade
sofreria
um terrível corte!

Luciana disse...

Fazia tempo que não lia algo tão real sobre um assunto subjetivo.
Muito bom!!!

czá disse...

ôu. mto bom, zé fejão
:*

-=|Åñð®ë§§ä|=- - disse...

Bom, deixa eu escolher a máscara q vou usar hj... huuuumm...
Q tal esta?
O "bom" mentiroso é aquele que acredita nas próprias mentiras. rsrs

beijos

Jefferson de Souza disse...

Pois já ouvir alguém dizer que "mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira"...

Luabella disse...

E minto!

Múcio Góes disse...

é raro,
é humano.


[]´s

fabio jardim disse...

vai entender o que há por trás da mentira!
não sei se foi o que quis dizer com seu poema, mas tive o pensamento de que verdade é algo meio distante.

mary disse...

É... Vai entender o que há por trás da mente...

Lindo, Jeff. Gostei muito deste.

Beijosss :)

Aline disse...

Belíssimo, Jeff!

Beijões.