segunda-feira, setembro 24, 2007

talking ´bout...

Minha geração envelheceu rápido.
Os cabelos brancos não combinam com a lisura das faces
pisou fundo
E se divertiu rápido demais
Minha geração envelheceu rápido
Estudamos na pressa
E comemos na pressa
E descemos os degraus de dois em dois
Emendamos um destino no outro
Os grãos de areia correndo
Feito potros
Nunca me ocorreu que não teríamos mais
O que fazer depois.
Minha geração envelheceu rápido
Nos atiramos das bordas do fim das coisas - Uns completos insanos.
Um novo fim é um novo começo
-dizíamos-
precisamos ter valor
precisamos seguir em frente
somos um bando de velhos valentes
com apenas vinte anos.

6 comentários:

Múcio L Góes disse...

lembra daquele cara que falava sobre mil anos a dez, ou dez anos mil?

:*

Jefferson de Souza disse...

"E a cada hora que passa envelhecemos dez semanaaaaaaaaaas..."

Leandro Jardim disse...

De acordo!
Hehe... bom poema, grande tema!

Cara e querida czarina,

Seja assim sempre bem-linda com suas vindas palavras!

beiJardins
alegrados pela magnífica companhia ;P

dän disse...

perfeito! estou adorando conhecer um pouco mais de cada um de vcs... este blog é um paraíso virtual rs parabens czarina!

moacircaetano disse...

Com 15 a 30, achava que cada dia era menos um dia...
Hoje, com 34, me sinto mais novo a cada dia...
Ironia!

mary disse...

Esse eu comentei lá no digitais. :P

Seja bem-vinda, Czarina!

;****