sábado, janeiro 26, 2008

Destino

percorro as paredes do teu corpo
percorro o que me convém
por teus cabelos
por teus olhos
corro
terra arrasada
terra de ninguém...
uma só mulher harém!

6 comentários:

Múcio L Góes disse...

pra ir além, e que não, quem?

massa.

[]´s

..::Andressa::.. disse...

quero ser a mulher desse harém!!
xD

Antonio Carlos Vilela disse...

gostei muito.

Ady Cavalcante disse...

Soberbo!!! Esse poema sim, é de dar inveja a quem não o escreveu!! Beijooooooo

J.F. de Souza disse...

Porque o caminho
são muitos

mas o destino é um só

Leandro Jardim disse...

uma mulher harém e musa!