quinta-feira, janeiro 24, 2008

tatuagem

teria
sido o crime
perfeito,

nada mais,

não tivesse
o teu corpo
repleto de minhas

digitais.

5 comentários:

Jake disse...

Isso que eu chamo de tatuagem que marca a alma.

:)))

Beijos

Leandro Jardim disse...

esse Múcio sabe tudo!

moacircaetano disse...

Amor, crime imperfeito.

Sandra Regina de Souza disse...

o amor:
marca (que) tatua
indelével
minha vida
na tua

(ufa! sangrou!!!)
beijos meu Múcio inspirador!

Cáh Morandi disse...

uau*
ótima idéia de poema,
meus parabéns.