domingo, janeiro 20, 2008

Nada se cria

Neste mundo
em que tanto se ganha
e tanto se perde
Nada se cria
Apenas
se transforma...
...ou se copia
Mas não se cria
No mais,
se mente
O que há de mais parecido com
criação,
hoje em dia, não passa de
mentira,
ilusão...
Neste mundo, meus caros,
nada se cria!
No mais, se mente
E tanto se mente
que até germina
nas mentes de muitos
Essa erva daninha
que tem raiz curta
mas cresce cada vez mais
utilizando o mesmo adubo
de nossos sonhos...
E essa gente
é engraçada:
quanto menos pode,
mais sonha,
mais imagina...
Imaginação é terra fértil
onde tudo que se planta dá...
...e até isso, às vezes, é ruim...
E os frutos bons,
com certeza,
serão roubados,
ou vendidos a preço barato,
ou simplesmente entregues de graça
no fim...
Enfim,
meus caros,
nada se cria...

7 comentários:

Andressa disse...

poema interessante... ótimo dia pra se postar o poema!

Domingo! dia mais sem graça, sempre o mesmo. Em um domingo 'nada se cria'
.... bem, com exceção dos seus poemas!

otimo trabalho aqui!!

abraços

Erika disse...

Ctrl+C
Ctrl+V

Beijo

"Oncotô? (Erika)"

Antonio Carlos Vilela disse...

Ótima poesia, de verdade. Concordo plenamente com você!

Pelo pouco que ainda li no blog vejo que vocês são de enorme talento. Parabéns!

Se lhe der na telha, amigo, visite o meu blog e tome uns goles de psicodelia alcoólica.

Abraço!

Ellemos disse...

Eu não cria em nada...
Hoje eu não crio...

Mary disse...

Esse mundo cruel!

Muito bom, Jeff! :)

:*

moacircaetano disse...

Criogênico!

Leonardo Barros disse...

Uau!
Como nada se cria tudo é Ctrl c + Ctrl v, tá copiado
hehehehh