sexta-feira, janeiro 18, 2008

esperança

faz tantos dias
que você saiu pra comprar o cigarro
e minha fatia de torta

essa padaria me arruinou
você deve ter levado todos os sonhos
e perdeu o caminho da volta

eu já me cansei desse sofá
mas se você ainda quer o meu amor

juro que está aberta a minha porta

8 comentários:

Erika disse...

deixo aberta a porta, porque a esta altura eu só quero a torta. rs

beijo

"Oncotô? (Erika)"

Múcio L Góes disse...

dah um samba na voz de Maria Rita!

adorei!

bjooo.

lov u so.

Leandro Jardim disse...

e se a rua torta
não trouxer de volta
compre a da padaria
que um dia lhe encontra
e a lança na cara fria
dessa pessoa tonta

adorei o poema, jogos de belas imagens!

beiJardins

moacircaetano disse...

Que lindo, lindo, fadinha!

A czarina das quinquilharias disse...

genial :D

Antonio Carlos Vilela disse...

Amo essa delicadeza poética feminina!
Está muito legal, legal mesmo.

Se quiser, dê uma passada em meu blog. Fiz há uns meses com mais três grandes amigos. Quem sabe você acabe gostando.

Beijos e muita poesia.

Ady Cavalcante disse...

Uma esperança parecida, por vezes tão imbecil, quase me levou à bancarrota. Adorei!! Beijos

Aline disse...

ô morena num faz assim :D

concordo com Múcio

Beijo!

(L)